América do Sul Brasil Curitiba

O que fazer em Curitiba quando a maioria dos pontos turisticos estão fechados.

Por em novembro 10, 2017

Como já mencionei aqui ficamos três dias em Curitiba, cujo primeiro dia da viagem foi uma segunda-feira, onde a maioria dos pontos turísticos estão fechados. Então, como estávamos com carro alugado e não dependíamos do ônibus de turismo, que também não funciona as segundas-feiras, fomos rumo ao cartão postal da cidade, O Jardim Botânico, que é o único ponto turistico que abre todos os dias.

O Jardim Botanico, conta com uma área de 178 mil m², que é super bem cuidada, com jardins lindíssimos, super convidativos para passear, correr, tirar mil fotos e também para descansar já que lá dentro temos uma paz enorme no meio de tanto verde que nem parece que esse parque fica no meio da cidade.

Nós passamos a manhã inteira por lá, caminhando, visitando o palácio de cristal, onde fica a estufa, principal atrativo do Jardim Botânico. Também visitamos o Museu Botânico de Curitiba, que fica anexo ao Parque, o qual possui um caminho até ele muito bonito, passando por lagos, trilhas, bosque e uma linda ponte.

O tempo não estava ensolarado com céu azul, mas mesmo assim, o passeio foi ótimo e aproveitamos bastante e nossa mascotinha se esbaldou de tanto espaço para correr.

Saindo do Jardim Botânico e fomos para o centro da cidade, já que as demais atrações estavam fechadas (lembre-se era segunda-feira). Aliás, se por acaso, sua viagem cair em alguma segunda-feira, uma dica é aproveitar esse dia para o Jardim Botânico e centro da cidade. Caso contrário, nem recomendo perder um dia da programação para visitar o centro ( opinião minha).

Nosso roteiro pelo centro teve início na Praça Tiradentes, seguindo para famosa rua de pedestres,  XV de Novembro, também conhecida como Rua das Flores, por causa dos canteiros floridos bem cuidados. Cuidado nessa rua, pois há bastante movimento e lembre-se você está no centro da cidade, então não dê mole com bolsas e máquinas fotográficas. Apesar de Curitiba ser uma das cidades mais seguras, não precisamos dar change para o azar. Dali da Rua XV de  Novembro, seguimos até a rua Luís Xavier para ver o Palácio Avenida, um dos principais prédios de Curitiba, que é sede nacional de um banco e instituto cultural. Esse prédio é famoso, pois no Natal ele fica todo iluminado com decorações natalinas e é onde um coral infantil se apresenta nas janelas. Seguimos para o Largo da Ordem, o coração do centro histórico de Curitiba, com diversos prédios coloridos, Igreja do Rosário, Fonte da Memória e a Praça Garibaldi com seu famoso relógio das flores, cujos ponteiros são de fibra de vidro, movidos por quartzo e uma curiosidade: as flores que rodeiam o relógio são trocadas a cada estação do ano. Essa parte até que é bem legal e aos domingos o Largo da Ordem recebe uma Feira com comidas típicas, artesanatos que todos falam super bem.

 

 

 

Relógio das Flores

Largo da Ordem

Palácio Avenida

Rua XV de Novembro

Para fechar com chave de ouro o dia do nada abre (risos), no final da tarde visitamos o Parque Barigui, sendo mais um excelente lugar para a criançada correr e gastar bastante energia, além de ter inúmeros patos, capivara e um lago enorme que deixam o parque bem bonito e a criançada adora.

 

  • Informações Jardim Botânico:
Endereço:  Av. Professor Lothario Meissner x Rua Engenheiro Ostoja Roguski – Bairro Jardim Botânico.
Entrada: Gratuita
Horário de funcionamento: De segunda-feira a domingo. Verão: das 6h às 20h/inverno: 6h às 19h30 
  • Informações Parque Barigui:
Endereço:  Av. Cândido Hartmann, s/n – Mercês, Curitiba – PR, 81020-430
Entrada: Gratuita
Horário de funcionamento: O parque não é fechado. Fica aberto ininterruptamente.Porém cada bar, lanchonete, restaurante ou evento possui seu horário diferenciado.
TAGS
RELATED POSTS

DEIXAR COMENTÁRIO