Africa do Sul Cape Town Lua de Mel

Segunda Parada do Dia: Cabo da Boa Esperança

Por em maio 26, 2013
O passeio foi maravilhoso!!! Mega cansativo, pois como todo passeio de excursão passamos tempo demais dentro de uma van e não tínhamos autonomia para decidir quando ir embora. Entretanto, acredito que tenha sido a melhor forma de se fazer esse passeio, pois as distâncias entre os pontos de paradas eram longas, além de ter o fato da direção inglesa, o que tornava mais complexo alugar um carro e sair explorando a cidade.
Enfim, o passeio incluía três paradas:
·         Trajeto realizado pela Hout Bay, com direito a parada em dois mirantes cujas paisagens são deslumbrantes;
·         Cape of Good Hope Nature Reserve;
·         Praia Bourdes, praia onde existe uma quantidade infinita de pinguins.
Iniciamos o trajeto pela Hout Bay que é muitas vezes chamado do Coração do Cabo, há 20 minutos de carro do centro da cidade de Cape Town, quase no meio do caminho entre a Cidade do Cabo e Cape Point. Por isso, foi parada obrigatória para apreciar as paisagens e tirar algumas fotos.
 
Seguindo viagem fomos surpreendidos por diversas placas na pista informando que os Babuínos são animais SELVAGENS e perigosos, não os alimentem. E é impressionante a quantidade deles caminhando livremente por toda a parte, e é muito comum esses grupos cruzarem as estradas e por conta disso obrigam os motoristas a reduzirem a velocidade e muitas vezes pararem o carro completamente. Esses animaizinhos estão sempre à procura de comida e fazem de tudo para consegui-la. Então, mesmo dentro do Parque do Cabo da Boa Esperança tome cuidado com a lanchonete e até mesmo evitem comprar algum biscoito ou guloseima e sentar nas muretas ou mesinhas espalhadas para fazer um lanche e apreciar a paisagem, pois vocês podem ser surpreendidos por algumas dessas criaturas nada simpáticas.

Após as paradas, obrigatórias, devido aos obstáculos, chamados Babuínos, continuamos o trajeto e chegamos ao Cape of Good Hope Nature Reserve, que como o nome já diz, é a reserva natural aonde iremos encontrar o Cabo da Boa Esperança. Ao entrar no parque paga-se uma taxa de entrada de 85 Rands ( aproxidamente R$ 25,00 ) e você recebe um mapa da região, para saber aonde deve ir exatamente, uma vez que a reserva é imensa e qualquer pessoa mais desatenta pode se perder por lá de uma hora para outra. No nosso caso estávamos em excursão, então não corríamos esse risco.

O ponto mais desejado da reserva natural é o Cabo da Boa Esperança, onde muita gente acredita ser o ponto máximo ao sul do continente africano, afinal é o que está escrito na plaquinha de madeira, porém vale lembrar que existe o Cabo das Agulhas que é realmente o lugar mais ao sul do continente.

Quando chegar neste ponto, tenha paciência, pois irá encontrar milhares de turistas aguardando a sua vez para a famosa foto na placa de madeira. Enquanto aguardávamos, a guia contou um pouquinho da historia dali cujo português Bartolomeu Dias foi o primeiro europeu a contorná-lo, em 1488, demonstrando que era possível se chegar ao oriente por mar. Batizou o local de Cabo das Tormentas. Posteriormente, o rei D. João II chamou-o de Cabo da Boa Esperança, pois finalmente o caminho para a Índia pelos oceanos havia sido encontrado.

 

Dentro da reserva natural também existe o Cape Point, aonde os oceanos Indico e Atlântico se encontram e nesse local é possível fazer uma caminhada até um farol no topo da montanha aonde pode-se ter uma das visões mais bacanas do lugar. Para os mais preguiçosos existe a opção de subir até o topo através de um pequeno bonde.

Por último, 
Parque de conservação de Boulders, ou como é popularmente chamado Praia dos Pinguins, que recebeu esse nome devido a colônia de pinguins Antárticos  que se instalaram por ali há muitos anos atrás. A praia é belíssima e abriga uma quantidade enorme de pinguins, que por sinal são as criaturas mais fofas. Apesar de dizerem que são agressivos.
Para proteção desses serem minúsculos a praia é fechada, porém é possível caminhar bem próximo a eles através de uma passarela de madeira cercada com grades.

 Algumas curiosidades sobre essa espécie que habitam em Boulders: são os a 3ª menor raça de Pinguins do mundo e acreditem se quiser, a maior causa de morte dessas criaturas são FRIO!!!! Muito surreal, né? E por conta disto, o governo está criando uma estrutura artificial na praia para proteger os pinguins do frio.

TAGS
RELATED POSTS

DEIXAR COMENTÁRIO

Alessandra Mendonca

Para onde vamos?
Instagram
  • Parabéns Vitoria pelos 466 anos!!! Um destino que nunca imaginei que frequentaria tanto e não tem nenhum post no site sobre ☹️ #vaientrarnafila!!!!
  • Um #tbt atrasado!!! Ainda no clima de #cancun !! Essa foto e do Parque Xel-Ha, excelente lugar para passar o dia se esbaldando na piscina de correnteza, pegando Sol, descansando nessas redes maravilhosas que após o almoço ficam concorridas ou até mesmo aproveitando alguma das atrações do parwur que são pagar a parte, como nadar com golfinhos, arraia e outros. A tarifa desse parwur inclui comida e bebida o dia todo e esse é o único que possui bebida alcoólica inclusa. Mas cuidado se estiver de carro porque fomos parados diversas vezes pela guarda mexicana, então nem pensem em arriscar Beber e dirigir! #valeapena!!
  • Porque o dia de hoje merece um #tbt diretamente da Play del Carmem! Viagem maravilhosa com amigos! Fizemos essa viagem com um casal de amigos muito queridos e fomos primeiro para Miami, onde ficamos por 2 dias e depois pegamos um voo para Cancun. Lá dividimos a viagem em 3 dias em Cancun e quatro dias em Playa del Carmen. Fizemos essa divisão pensando na logística dos passeios e foi Ótimo, pois alguns eram bem mais próximos de Playa e mesmo com carro alugado eu recomendo dividir a viagem entre essas duas cidades. Depois de curtir muito retornamos para Miami, onde ficamos mais uma noite para dar aquela ultima passeada nos outlet e voltamos para o Brasil!  Todas as dicas e logística dessa nossa viagem estão lá no site! Passem lá para dar uma olhada! ⛱🏖🏝
  • O nome do restaurante do post anterior e Thalassa!!! Falei tanto da comida que acabei esquecendo de falar do nome do restaurante e para ficar mais charmoso ainda o nome da rua que fica o restaurante e Rua da Grécia! Realmente vale a pena conhecer!
  • Excelente pedida para quem é de Vitória, restaurante Grego, localizado na sociedade helênica. O lugar é lindo, todo branquinho com portas e janelas azuis, seguindo o estilo da Grécia. A melhor parte é ao ar livre, onde tem mesas no estilo de banquinhos bem rústico. Sem duvida para o passeio se tornar mais romântico, escolha um dia de Sol ao final da tarde para assistir ao por do sol. O atendimento é ótimo e a comida e maravilhosa! Para entrada pedimos cogumelos assados com ervas e um suco especial com saudações gregas :Yamas. Para prato principal o marido foi de moussaka e eu de Youvetsi,
Ambos deliciosos super bem feitos e saborosos, armonizando com vinho branco Grego. Para fechar com chave de ouro escolhemos a sobremesa de bolinhos de chuva com calda de@canela e mel.
  • Quem mais é fã do Maurício de Souza??? Quem mais cresceu lendo gibi da turminha da Mônica??? E quem usa os filhos como desculpa para conhecer certos lugares e tirar foto com personagens???? 🙋🙋 😂
FACEBOOK
Membro RBBV
ACOMPANHE